Pink Money já movimenta cerca de US$3 trilhões no mercado mundial

Mais empresas se dedicam a atrair o público LGBT e seu pink money
Mais empresas se dedicam a atrair o público LGBT e seu pink money (Foto: Reprodução/Internet)

Pink Money (ou “dinheiro rosa”) é o termo utilizado para definir o poder de consumo da comunidade LGBT, em especial homossexuais. Atualmente, estima-se que esse capital movimenta cerca de US$3 trilhões ao redor do mundo, o que faz com que cada vez mais empresas se interessem em lucrar em cima desta fatia de público.

O senso do IBGE em 2010 já havia informado que casais homoafetivos possuem mais anos de estudo e duas vezes mais renda do que casais heterossexuais. A consultoria Cognatis ainda lembra que, no caso de casais masculinos, o número é três vezes maior – o que faz sentido se considerarmos também os números que provam que as mulheres recebem menos do que os homens por cargos similares, em todo o mercado de trabalho.

Leia Mais:


Linha Barbie Fashionistas apresenta novas versões do boneco Ken

Andrew Garfield explica comentário polêmico sobre ser gay

Também é indicado que a população LGBT gasta cerca de 30% a mais do que héteros. No Brasil, esse público tem em torno de 18 milhões de pessoas e movimenta R$150 bilhões ao ano, sempre crescendo. Há pouco tempo, foi criada a Câmara de Comércio LGBT (CCLGBT), uma iniciativa que pretende promover o aumento de oferta e desenvolvimento de negócios LGBT no país, principalmente no que diz respeito ao turismo.

O turismo é um dos maiores receptores do Pink Money, no Brasil e mundo afora. Tanto órgãos públicos como associações e empresas de turismo criaram, nos últimos anos, programas e ações que incluem o público LGBT em suas campanhas. Uma delas é o chamado “gay-friendly”, que estabelece quando um local e/ou estabelecimento é seguro e favorável aos LGBTs.

Muitas marcas de todas as áreas também se mostram como gay-friendly, e colocando a publicidade nessa direção. Exemplos são a Skol, Google, Channel, Amazon, Nike, Starbucks, Apple, Coca-Cola, O Boticário e muitas outras.


DEIXE UMA RESPOSTA