Mostra de cinema exibe filmes eróticos com acessibilidade em Pernambuco

Batguno mostra cotidiano de Batman e Robin como casal gay
Batguno mostra cotidiano de Batman e Robin como casal gay (Foto: Divulgação)

O Cine às Escuras – Mostra Erótica de Cinema Acessível é um evento que prioriza a acessibilidade do cinema para pessoas com deficiências. Para tanto, são utilizados recursos como Libras, audiodescrição e legendagem para surdos e mudos, além de promover oficinas e debates. Este ano, a mostra está em sua segunda edição.

O Cine às Escuras começou nesta terça-feira (04), e vai até o dia 8, sábado, quando estará em cartaz o longa Batguno (PE), que mostra os heróis Batman e Robin como um casal gay vivendo em um futuro distópico. Os curtas “Plutão” (RJ), “O corpo nu” (SP), “Cítrica” (SP), “Através” (SP) e “Tupinikuirs” (PR) serão exibidos ao longo dos dias. A mostra acontece no Cinema do Museu, da Fundação Joaquim Nabuco, em Casa Forte.

Leia Mais:


Rapper trans Natt Maat canta contra a transfobia em encontro cultural em Santos

Escola do Rio promove casamento gay durante festa julina

A coordenadora do evento é Andreza Nóbrega, do VouVer Acessibilidade, empresa que trabalha com o desenvolvimento de serviços de acessibilidade comunicacional. “Uma vez, uma espectadora perguntou se eu fazia audiodescrição para filmes com cenas eróticas. Isso chamou a minha atenção para essa questão”, conta Andreza. “Muitas vezes, as pessoas com deficiência são vistas como seres assexuados (sic), mas isso não é verdade. Eles são sujeitos com desejos e direitos. Então, é muito importante criar oportunidades para que eles vivenciem essa sexualidade”, completa.

Apesar de iniciativas como essa, a produção audiovisual no Brasil ainda tem muito o que avançar no que diz respeito a acessibilidade. “De uns tempos para cá, essa prática tem aumentado, graças às exigências da Agência Nacional do Cinema (Ancine). Mas, no caso das produções independentes, o caso é diferente. Dos filmes em exibição na mostra, apenas um tinha legendas e nenhum contava com audiodescrição e Libras. A maior parte dos recursos foi produzida pela VouVer”, Andreza aponta.

Confira a programação completa:

Terça-feira (4)

14h – Oficina “Audiodescrição em filmes eróticos”

18h – Mesa de abertura “O erótico no cinema pernambucano”

Quarta-feira (5)

19h30 – Sessão: “Como era gostoso meu cafuçú” (PE) e “Baunilha” (PE)

Quinta-feira (6)

18h – Sessão: “Plutão” (RJ) e “O corpo nu” (SP)

Sexta-feira (7)

19h30 – Sessão: “Cítrica” (SP), “Através” (SP) e “Tupinikuirs” (PR)

Sábado (8)

19h30 – Sessão: “Batguano” (PB)


DEIXE UMA RESPOSTA