Lanchonete se retrata após acusações de machismo e transfobia em promoção

Promoção de lanchonete cobrava valores diferentes para cada gênero
Promoção de lanchonete cobrava valores diferentes para cada gênero (Foto: Reprodução/Facebook)

A lanchonete Xodó, em Belo Horizonte, divulgou uma promoção no dia 12 de julho que oferecia um rodízio de milkshakes. O problema é que esse rodízio era ofertado com valores diferentes para homens, mulheres e casais – e isso ainda acompanhado de uma observação transfóbica.

Na imagem veiculada pela empresa, foi divulgado o valor de R$17,99 para mulheres, R$21,99 e R$36,00 para casal (não especificado se aceitariam todo tipo de casal ou apenas heterossexuais). Além disso, ainda havia uma linha miúda com a observação: “Definição de gênero conforme documento civil”.

Leia Mais:


Vocalista do Linkin Park, Chester Bennington, é encontrado morto com sinais de suicídio

Após críticas, Perlla se desculpa com público LGBT: “Minha fé nunca me afastou das pessoas”

É claro que essa situação causou a ira de bastante gente da comunidade LGBT e do feminismo, pelo teor machista e transfóbico. Dezenas de internautas passaram a lotar a página da lanchonete com críticas, e mais tarde, no mesmo dia, ela se retratou: “Com 50 anos de história em Belo Horizonte, o Xodó acredita que aprende e evoluí todos os dias com a cidade e com a sociedade. Desta maneira, pede desculpas a todas as pessoas e, principalmente, às que se sentiram ofendidas ou excluídas pelas regras do evento”, postou a empresa.

O evento chega logo após uma resolução do governo ter proibido estabelecimento noturnos de cobrarem valores diferenciados para homens e mulheres, o que foi lembrado nos comentários. Além de se desculparem, eles também alteraram as regras: “[O Xodó] informa ainda que vai ofertar o rodízio pelo VALOR ÚNICO de R$17,99 a todas as pessoas”. A promoção segue de pé para rolar nos dias 22 e 23 de julho.


DEIXE UMA RESPOSTA