Integrante do Fifth Harmony causa polêmica ao comparar escândalo católico com homofobia; entenda

Lauren Jauregui, do Fifith Harmony polemizou ao dar opinião sobre católicos
Lauren Jauregui, do Fifith Harmony polemizou ao dar opinião sobre católicos (Foto: Reprodução/Instagram)

Lauren Jauregui, integrante do Fifth Harmony, causou polêmica entre seus seguidores e críticos ao comentar sobre os casos de pedofilia da Igreja Católica em uma publicação no Twitter. A estrela teen comparou os crimes de abusos a menores, que se tornou um dos maiores escândalos da religião, com o preconceito a comunidade LGBT.

“Vou precisar que os católicos parem de pregar discursos anti-gay com o tanto de casos de pedofilia acontecendo nos bastidores durante anos”, escreveu ela, que recebeu inúmeros questionamentos a respeito da relação entre os dois assuntos, bem como a generalização da acusação.

Leia Mais:


Silvio Santos compara mulheres com travestis e dispara: “Não tem direito de ser feia”

Mapa revela índices de mortes a pessoas trans no Brasil em 2017

Diante da repercussão, Lauren voltou a rede social para tentar explicar o que queria dizer com a declaração. “Estou dizendo que não deveria haver qualquer tipo de condenação de um e tolerância de outro. Estou ciente de que nem todos sentem isso, mas a maioria, sim”, disse.

Outra resposta ao tweet foi da cantora Lisa Cimorelli, no qual afirmou existir mais de 1,2 bilhão de católicos no mundo e que o comentário da artista foi uma generalização. Então, Lauren finalizou o assunto com mais duas mensagens: “Eu sei, eu cresci católica. E ao mesmo tempo que sei que as pessoas geralmente não toleram a pedofilia publicamente, posso dizer com certeza que nada foi feito sobre isso. E este tweet se refere à retórica homofóbica insana que, de fato, existe no catolicismo e persiste através de muitos seguidores”.

 


DEIXE UMA RESPOSTA