Governo da Malásia oferece até US$ 1 mil para quem disser como “evitar” homossexualidade

Ministério da Saúde da Malásia lançou concurso homofóbico
Ministério da Saúde da Malásia lançou concurso homofóbico (Foto: Reprodução/Internet)

O governo da Malásia lançou um concurso de vídeos em que oferece até mil dólares para quem conseguir explicar como evitar a homossexualidade – oficialmente proibida no país -, como forma de “prática de vida saudável”.

No site do ministério da saúde é possível encontrar uma descrição de como os participantes devem gravas as suas imagens. “Os vídeos têm que prevenir a homossexualidade, controlá-la e oferecer ajuda”, além de explicar os “problemas e consequências” do que eles definem como “confusão de gêneros”.

Os vencedores levarão para casa o prêmio no valor entre 1.000 e 4.000 ringgit (US$ 235 a 940) e os interessados tem até o fim de agosto para mandar as suas propostas.Cada trabalho será julgado em função de sua originalidade, conteúdo, criatividade e qualidade de produção por um painel de juízes nomeados pelos organizadores”, segundo o ministério da Saúde.


Leia Mais:

Canal de TV oferece passagem grátis para gays saírem da Rússia

Em posts antigos, Dudu Camargo se declara para suposto ex-namorado

Ativistas que defendem os direitos LGBT, claro, que condenaram a campanha. Apesar de ter entre os seus cidadãos de maioria muçulmana, a Malásia é conhecida por ser um dos locais do sudoeste Asiático com maior moderação e tolerância. Mesmo que práticas homossexuais sejam crimes com penas que podem levar a prisão e castigos corporais.

Diante da repercussão, o vice-ministro da saúde Lokman Hakim Sulaiman afirmou em comunicado que o concurso não tem como objetivo “discriminar algum grupo específico”, e pretende “apenas de estimular o conhecimento e a criatividade dos adolescentes sobre temas sexuais, de reprodução e saúde”.


DEIXE UMA RESPOSTA