Festival de cinema LGBT exibe mais de 80 filmes no Rio
Luana Muniz (FOTO: Blasting News)

A exibição do documentário “Luana Muniz – Filha da Lua” marcou nesta quinta-feira, dia 6, a abertura da sétima edição do Festival Rio do Gênero e Sexualidade no Cinema. O evento que vai até o próximo domingo, dia 16 de julho tem toda a programação dos 87 filmes (entre curtas e longas metragens) divulgada no site oficial do festival.

Dona do bordão viralizado na internet “travesti não é bagunça”, o documentário conta a história da travesti Luana Muniz, mais conhecida como “a rainha da Lapa”. Luana morreu em maio, quando o documentário estava nas filmagens finais. O filme narra a vida de Luana a partir da adolescência, quando vivia em uma família de classe média, até seguir seus próprios passos e se tornar uma personalidade do boêmio bairro carioca. Entre os assuntos abordados pelo documentário estão a transfobia, a falta de oportunidades de trabalho e a prostituição, realidade de muitas transexuais no Brasil.

O diretor do festival, Alex Mello, destaca que a produção de filmes com temática LGBT  é extensa, e que o evento busca dar mais visibilidade e fazer com que esses filmes cheguem ao maior número possível de pessoas, para levar a mensagem de igualdade de direitos: “Dentro do Brasil, o festival tem uma outra grande importância, que é a luta contra o preconceito”. Os filmes e profissionais premiados pelo festival serão conhecidos na tarde do dia 16.


Confira o trailer de “Luana Muniz – Filha da Lua”:

FONTE: Portal Comunique-se

DEIXE UMA RESPOSTA