Estudo bizarro sugere que comidas gordurosas tornam pessoas gays

Estudo de psicóloga albanesa sugere que comidas gordurosas podem afetar a orientação sexual de uma pessoa (FOTO: Shutterstock)
Estudo de psicóloga albanesa sugere que comidas gordurosas podem afetar a orientação sexual de uma pessoa (FOTO: Shutterstock)

Um livro com estudos não oficiais e sem base científica vem ganhando a atenção de internautas nas últimas semanas. A obra Modern Diet and Stress Cause Homosexuality: a Hypothesis and a Potential Therapy (na tradução “A Dieta Moderna e o Estresse Causam Homossexualidade: uma Hipótese e Terapia em Potencial”) reúne supostos indícios de que dietas ricas em carboidrato e gordura influenciam ou tornam pessoas homossexuais.

Dieta Moderna e Estresse Causam Homossexualidade
A obra “A Dieta Moderna e o Estresse Causam Homossexualidade: uma Hipótese e Terapia em Potencial”

Para embasar sua teoria, a autora albanesa Rita Strakosha, afirmou que nos séculos passados haviam mais homossexuais nas classes mais elitizadas da população, camadas onde as pessoas faziam dietas com alimentos mais gordurosos. A autora do estudo, que é especializada em psicologia clínica, chegou a publicar a versão online do livro na Amazon mas, acabou tendo que retirá-lo após o estudo gerar “controvérsias ao redor da questão”.

A autora e psicóloga clínica Rita Starkosha (FOTO: telegrafi.com)

Na pesquisa, a autora também menciona que fatores como a privação do sono e a iluminação artificial das lâmpadas também podem influenciar na sexualidade de uma pessoa. O estudo bizarro pode ser lido em inglês no blog da autora (por sua conta e paciência em risco).


FONTE: Universo AA


DEIXE UMA RESPOSTA