Espetáculo sobre bailarino gay pode estar sendo adiado por homofobia, na Rússia

Espetáculo sobre bailarino Nureyev vem sendo adiado na Rússia
Espetáculo sobre bailarino Nureyev vem sendo adiado na Rússia (Foto: Divulgação)

O teatro Bolshoi, em Moscou, na Rússia, é um dos mais importantes do país, e o seu balé representa o mais impactante da dança em todo o mundo, para alguns admiradores. Entretanto, desde a época da União Soviética, não se passava tanto tempo sem um espetáculo em cartaz – e estão surgindo várias teorias sobre o motivo por trás disso.

Nureyev é o espetáculo esperado no Bolshoi. Ele conta a história do bailarino soviético Rudolf Khametovich Nureyev, um dos bailarinos mais celebrados do século XX, considerado como um reinventor da dança, e conhecidamente homossexual. Ele morreu em 1993, por complicações decorrentes da AIDS.

Leia Mais:


Ivana se descobre homem trans e gay em A Força do Querer

Sem apoio da prefeitura, Parada LGBT de Copacabana corre risco de não acontecer

Um nome tão ilustre fornece ótimo material para um espetáculo, mas também pode ser muito aberto em relação à homossexualidade para os padrões da Rússia atual. Segundo o chefe do Bolshoi, por ser uma obra tão complexa, é preciso mais tempo para completá-la; tempo esse que agora se estendeu, com a previsão de estreia da peça marcada para maio de 2018, quando ela era esperada ainda para este ano.

O teatro também diz que a homossexualidade do bailarino não tem nada a ver com o adiamento, já que essa parte de sua vida já era conhecida quando a obra foi encomendada para o Bolshoi. Entretanto, com tantos casos de homofobia e com a lei “anti-propaganda gay” de Vladimir Putin, é difícil dizer se essa é a verdade. O Bolshoi enfatiza que Nureyev vai estrear mesmo em 2018 sem censura. É o que não só a comunidade bailarina, mas também todo o público, espero.


DEIXE UMA RESPOSTA