Entidade LGBT elogia declaração de mãe de Jay-Z, após assumir ser lésbica

Mãe de Jay-Z revelou ser lésbica em música
Mãe de Jay-Z revelou ser lésbica em música (Foto: Getty Images)

O rapper Jay-Z lançou, no último mês, o seu mais recente álbum 4:44. Entre as polêmicas relacionadas à sua traição com Beyoncé, uma das faixas também ganhou destaque por declarar publicamente, pela primeira vez, que a mãe do rapper, Gloria Carter, é lésbica com direito até depoimento da mesma sobre os anos que teve que esconder a sua sexualidade.

Como resposta a declaração, a presidente e CEO da GLAAD (Gay & Lesbian Alliance Against Defamation), Sarah Kate Ellis, afirmou: “Muitas vezes, as mulheres lésbicas são apagadas ou excluídas das narrativas que envolvem pessoas LGBTQ. Ao compartilhar sua verdade com o mundo, Gloria Carter está aumentando a visibilidade das mulheres lésbicas negras em um momento crítico e enviando uma poderosa mensagem de capacitação para toda a comunidade LGBTQ que está perfeitamente sincronizada com o fim do Mês do Orgulho”.

Leia Mais:


Pabllo Vittar será a grande atração da primeira micarê LGBT de Brasília

José Loretto afirma que vai processar autor de vídeo intimo vazado

A música se chama Smile, e o cantor fala sobre a orientação sexual de sua mãe. “Mama teve quatro filhos, mas ela é lésbica / Teve que fingir por tanto tempo que é uma atriz / Teve que se esconder no armário, então se medicou / Vergonha da sociedade e a dor era demais para levar / Lançou lágrimas de alegria quando você se apaixonou / Não importa para mim se é ele ou ela”, canta em um trecho da faixa.

Entretanto, o que mais chamou a atenção foi a fala da própria Gloria na música. “Viver na sombra. Você pode imaginar que tipo de vida é essa? Nas sombras, as pessoas veem você feliz e livre, porque é isso que você quer que eles vejam. Vivendo duas vidas, feliz, mas não livre. Você vive nas sombras por medo de alguém machucar sua família ou alguém que você ama. O mundo está mudando e eles dizem que é hora de ser livre. Mas você vive com o medo de ser você mesmo. Viver na sombra parece ser o lugar seguro para estar. Não é prejudicial para eles, nenhum mal para mim. Mas a vida é curta e é hora de ser livre. Ama quem você ama , porque a vida não é garantida”, finaliza Gloria.

 


DEIXE UMA RESPOSTA