Charlie Sheen é acusado de ter contaminado parceiro gay com HIV

Charlie Sheen responde processo por contaminar outro homem com vírus HIV
Charlie Sheen responde processo por contaminar outro homem com vírus HIV (Foto: Chris Pizzello/Invision/AP, file)

O ator Charlie Sheen, famoso pela série Two and a Half Men (Dois Homens e Meio, no Brasil), está sendo acusado de ter transmitido o vírus do HIV para um parceiro do sexo masculino, durante sexo desprotegido – e com o conhecimento da transmissão da doença. As informações são do jornal Radar Online.

De acordo com a publicação, um homem, na Califórnia, que não teve a identidade revelada, está processando o ator pela transmissão consciente do vírus. No estado, é ilegal que soropositivos façam sexo consensual sem camisinha com a intenção de propagar o HIV. A pena pode ser de até oito anos na cadeia, além de multas.

Leia Mais:


Victor Vieira, do Mastechef, se pronuncia após nude vazado: “rindo para não chorar”

Programa de humor francês é multado por homofobia

Charlie Sheen já havia admitido publicamente ser soropositivo em 2015. Na ocasião, ele revelou ter sido extorquido em até milhões de dólares por pessoas que o chantageavam com ameaças de revelar sua condição. Na mesma época, ele também foi acusado por um homem de ter transmitido herpes durante um encontro.

Segundo o advogado Peter Gleason, “Sheen pode estar próximo de perder milhões. Você está falando de dor e sofrimento, agonia mental e custos médicos futuros”. É devido a todos esses danos morais, físicos e financeiros que a transmissão proposital do HIV é criminosa. Até o momento, o ator ainda não se pronunciou sobre o caso.


DEIXE UMA RESPOSTA