Atleta Ian Mattos quer mais pessoas públicas fora do armário: “Ato de representatividade”

Gay, Ian Mattos participou de campanha pró-LGBT da ONU
Gay, Ian Mattos participou de campanha pró-LGBT da ONU

O atleta Ian Matos, especialista em salto ornamental, participou este mês de uma campanha da Organização das Nações Unidas (ONU) chamada Livres & Iguais, para a promoção da igualdade de pessoas LGBT em todos os âmbitos sociais, inclusive nos esportes. Ela também tem a intenção de conscientizar a população sobre a violência e a discriminação pela qual passam pessoas LGBT.

No vídeo, o ginasta fala sobre a propagação de esteriótipos de gênero e como isso afeta e prejudica a população LGBT, que não costuma se identificar com o que é esperado pela sociedade. Ele também afirmou que tem “convicção de que a homofobia nasce do machismo”, justamente por culpa desses esteriótipos.

Leia Mais:


Pabllo Vittar fala de parceria e amizade com Anitta: “Sonho realizado”

Jovem acusa policial de agressão por ser gay

Sobre sua própria sexualidade, Matos afirmou que sua mudança para o Rio de Janeiro em 2014 é o que o levou a se assumir em público. “É um movimento político de que a gente precisa. A comunidade LGBT precisa de pessoas falando ‘olha, eu sou gay e não tem nenhum problema com isso, eu sou uma pessoa como qualquer outra’”, afirmou o atleta, que ainda ressaltou “o ato de pessoas públicas estarem assumindo a sexualidade é um ato de representatividade”.

Ian assumiu publicamente sua homossexualidade em 2014. Atualmente com 28 anos, ele é um dos atletas brasileiros mais bem-sucedidos no salto ornamental. Ele já conquistou a Taça e o Troféu Brasil, representou o país nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro no ano passado e, agora em 2017, participará do 17º Campeonato Mundial de Salto Ornamental organizado pela Federação Internacional de Natação (FINA).

 


DEIXE UMA RESPOSTA