Relações homossexuais assumidas dobraram em 27 anos, aponta pesquisa

As pessoas se sentem mais livres para ter as experiências sexuais que desejam atualmente
As pessoas se sentem mais livres para ter as experiências sexuais que desejam atualmente (Foto: Reprodução / YouTube)

Um estudo feito nos Estados Unidos apontou que, nas últimas duas décadas e meia, o número de pessoas que assumidamente tiveram relações homoafetivas chegou a duplicar.

Foram mais de 30 mil pessoas entrevistadas pela Pesquisa Social Geral, e os dados foram utilizados em pesquisa das Universidades de San Diego State, Atlântica da Flórida e Widener, na Pensilvânia. As perguntas analisaram a mudança do comportamento sexual desde 1973 até os dias atuais.

Leia Mais:


LGBTfobia causa prejuízo de US$405 bilhões para a economia, revela estudo

Miley Cyrus e Converse lançam linha de tênis em apoio a comunidade LGBT

O que foi descoberto é que, graças ao aumento da cultura da igualdade, o número de pessoas que restringiam seus desejos sexuais diminuiu. Isso inclui um aumento de 4,5% para 8,2% entre homens que tiveram relações com outros homens, e de 3,6% para 8,7% entre as mulheres. Os dois casos são entre 1990 e 2014.

Os bissexuais fora do armário também cresceram, indo de 3,1% para 7,7%. A maior percentagem entre as pessoas que tiveram experiências homossexuais fica com os millenials (pessoas que tem entre 18 e 29 anos durante a década de 2010). Eles também são os que mostram maior apoio à diversidade sexual, com uma taxa de aceitação de 63%.


DEIXE UMA RESPOSTA