Presidente do PSC Jovem, Caíque Marcatt perde título após enviar nudes para colega

Caíque Pratt foi desligado do PSC Jovem após enviar nude a representante do grupo Direita São Paulo.
Caíque Pratt foi desligado do PSC Jovem após enviar nude a representante do grupo Direita São Paulo. (Foto: Reprodução/Internet)

Ex-presidente do Partido Social Cristão Jovem, Caíque Marcatt foi desligado do cargo na última segunda-feira (05), após ter sido acusado por uma das coordenadoras do movimento Direita São Paulo de lhe mandar fotos exibindo as suas partes íntimas durante uma discussão no aplicativo Messenger, do Facebook.

Em nota, o partido comunicou a saída de Marcatt e anunciou que o advogado Samuel Oliveira (PSC-DF), até então secretário o PSC Jovem, passa a substituí-lo no posto.

Leia Mais:


Mais um golpe | MEC corta homofobia da lista de preconceitos a serem combatidos na educação

Diretor de Azul é a Cor Mais Quente leiloa prêmio para terminar novo filme

Caíque passou a encarar o fato de maneira irônica nas redes sociais. “Não precisa a intenção criminosa de vocês não vai me levar a tristeza e degradação como acontece com a maioria das vítimas desse tipo de crime que fizeram comigo, meu psicológico é mais forte do que vocês possam imaginar e levarei essa situação na esportiva, para vocês foi mais uma vitória para mim apenas um acontecimento”, escreveu ele em uma publicação do Direita São Paulo.

Natural de Guarulhos (SP), Caíque Marcatt estava no PSC desde 2006. Atuou como lider do grupo jovem superpartidário da campanha de Geraldo Alckimin em 2010 nas eleições para decidir o líder do Governo do Estado Paulista.

Para ver a imagem do nude, clique aqui


DEIXE UMA RESPOSTA