Padre viaja o Brasil para realizar casamentos gays

Padre Beto realiza cerimônia de união homoafetiva.
Padre Beto realiza cerimônia de união homoafetiva (Foto: Reprodução / Facebook)

O padre Roberto Francisco Daniel, ou apenas Padre Beto, está há alguns anos viajando pelo Brasil para celebrar casamentos entre pessoas do mesmo sexo, mesmo sem a aprovação da Igreja Católica.

Uma das últimas paradas foi na última quarta-feira (14), quando Padre Beto casou Gabriel Dias Verdelho, de 22 anos, e Juliano Roberto Paulino, de 31 anos. A cerimônia aconteceu na cidade de Botucatu, município de São Paulo.

Leia Mais:


Google Maps lança função que mostra estabelecimentos LGBT

Menina de 12 anos revela ser lésbica em igreja americana

Desde 2014, o padre viaja para diversos locais do país para celebrar uniões homossexuais. Em 2013, ele havia sido excomungado, pela Diocese de Bauru (São Paulo), após ter publicado vídeos na internet defendendo a comunidade LGBT e pedindo por mudanças estruturais na Igreja Católica.

Mesmo sob as polêmicas, Padre Beto não desanima: “Para mim é uma alegria muito grande fazer desse momento deles um momento santo, sagrado”, afirma.


DEIXE UMA RESPOSTA