Madonna, Lady Gaga, Diana Ross entre outros hinos mais abraçados pela comunidade LGBT.
Madonna, Lady Gaga, Diana Ross entre outros hinos mais abraçados pela comunidade LGBT.(Foto: Reprodução/Divulgação)

Junho, marca a época de comemorações ao mês internacional do Orgulho LGBT. Isto porque em 1969, no dia 28 do mesmo período, um grupo de pessoas que frequentavam o bar Stonewall Inn, muito frequentado por membros da comunidade LGBT, em Nova Iorque, nos Estados Unidos, reagiram a uma série de batidas policiais que eram realizadas ali com frequência. Desde então, a data ficou mundialmente conhecida como forma de luta pelos direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros.

E, para celebrar a data em grande estilo, nada melhor do que música, não é mesmo?Por isso, selecionamos 12 verdadeiros hinos LGBTs, que com certeza você já deve ter se arrepiado ao ouvi-los em alguma vez na sua vida.

Glória Gaynor – I Will Survive


Díficil não remeter a comunidade LGBT ao ouvir a introdução desta música. Hit dos anos 1970, “I Will Survive” é uma das músicas que mais atrelam ao público gay, mesmo não sendo feito especificamente com este propósito, a canção fala de independência, individualidade e autoconfiança.

Village People – YMCA

Por muito tempo as músicas do Village People, assim como o visual do grupo no clipe de “YMCA”, ficaram marcadas como icones LGBTQ. Assim como “I Will Survive” a música não foi feita diretamente para a comunidade, mas não demorou para o ritmo e a coreografia se tornarem uma das maiores referências gays em todo o mundo,

George Michael – Freedom

Apesar de George Michael ainda não ter assumido publicamente a sua sexualidade, quando lançou Freedom, a música logo foi abraçada pelos LGBTs, pela sua letra que fala sobre liberdade e assumir uma nova imagem.

Queen – I Want Break Free

“Eu quero me libertar” diz os primeiros versos da música imortalizada por Freddie Mercury. O tema, que remete muito aos LGBTs que ainda são enrustidos, e desejam sair do armário, foi composto por John Deacon, baixista da banda, que em entrevistas da época se absteve a dizer que a música se encaixa para uma pessoa que deseja se livrar de qualquer dificuldade.

Cindy Lauper – True Colors

Cindý Lauper sempre foi uma das maiores ativistas da causa LGBT na música. Ainda na década de 1980, quando ainda não era comum artistas se posicionarem a favor destas questões. A música dedicada a comunidade fez tanto sucesso, que a cantora batizou a sua fundação sem fins lucrativos que retira das ruas jovens LGBTs com o nome da música, a “True Colors Found”.

Leia Mais:

Após polêmica, The Chainsmokers pede desculpas por criticar música de Lady Gaga

Little Mix lança clipe com drag queens de RuPauls; assista

Diana Ross – I’m Coming Out

A dançante I’m Coming Out pode servir de uma verdadeira homenagem as drag queens. A clássica canção foi composta por Niel Rogers quando o músico viu performers em uma boate de Nova Orleans vestidas como a Diana Ross. O resultado foi sucesso na certa.

Madonna – Express Yourself

Lançada em 1989, “Express Yourself” se tornou um hino não só para a comunidade LGBT, mas para qualquer tipo de grupo que esteja em alguma posição de vulnerabilidade dentro da nossa sociedade. Um hit de Madonna sobre empoderamento.

RuPaul – Supermodel (You Better Work)

Muito antes de ser a grande estrela de um dos realities de maior sucesso na atualidade, RuPaul já brilhava nas boates desde o início dos anos 90, quando Supermodel foi lançada e virou uma verdadeira febre.

Kylie Minougue – All The Lovers

Uma das divas mais aclamadas entre o público LGBT, Kylie Minougue lançou em 2009 um dos seus maiores hits, All The Lovers sintetiza o espírito do orgulho LGBT, feita especialmente para a comunidade, de acordo com a própria interprete.

Lady Gaga – “Born This Way”

Para os mais novos, Lady Gaga é a figura a frente do apoio a comunidade. Em seus principais trabalhos, a “Mother Monster”, sempre procura fazer algo criado diretamente aos LGBTQ, mas foi com “Born This Way” que vinculou explicitamente a sua imagem, como aliada a este grupo.