Filho do ex-jogador Edmundo diz que sofreu “exorcismo” ao se assumir gay

Alexandre Mortagua assumiu a homossexualidade aos 14 anos.
Alexandre Mortagua assumiu a homossexualidade aos 14 anos. (Foto: Reprodução/Internet)

Em entrevista a coluna de Paulo Sampaio do UOL, o cineasta Alexandre Mortagua, filho do ex-jogador Edmundo com a modelo Cristina Mortagua revelou ter sofrido com a reação da mãe quando descobriu que ele era gay, e contou detalhes da tentativa de “cura” quando tinha apenas 14 anos.

Alexandre, hoje com 22 anos, lembra que passou por um espécie de “sessão exorcista” um dia ao chegar em casa. “Foi muito cena de filme.Ela era megaevangélica, rolou um princípio de exorcismo. Quando eu cheguei em casa, já tava tocando um gospel estilo Ludmila Feber (cantora evangélica). Então, minha mãe quis ungir minha testa com óleo, sabe?, essas palhaçadas que esses pastores inventam pra ganhar dinheiro”, declarou ele.

Leia Mais:


Artistas gravam música Filhos do Arco-Íris para celebrar Orgulho LGBT

Karol Conka lança clipe para música sobre sexo oral; veja

A situação fez com que o cineasta fugisse de casa e fosse morar com o seu namorado da época. Depois passou mais dois anos afastado de Cristina, e foi morar na casa da avó. Hoje, no entanto, o rapaz diz ter feito as pazes com a mãe e que os dois tem uma relação de harmonia.

“Ela precisou abrir mão de uma porção de certezas para me aceitar e ser feliz. Eu dou graças a Deus de ter tido a oportunidade de me livrar cedo dessas certezas (assumindo a homossexualidade). É uma batalha grande contra o ego”, analisou.

Já com o pai, Alexandre diz não manter nenhum tipo de vínculo com o ex-craque.“Realmente, não tenho contato com ele. Sei que é meu pai. Mas quando penso nele, eu não ouço uma voz, não sinto um cheiro, nada”, explicou.


DEIXE UMA RESPOSTA