Dançarino LGBT, Léo Brito, é encontrado morto em Brasília

Léo Brito era conhecido nas boates LGBT de Brasília (Foto: Divulgação)
Léo Brito era conhecido nas boates LGBT de Brasília (Foto: Divulgação)

Uma das figuras mais conhecidas das casas noturnas LGBT de Brasília, o dançarino Léo Brito foi encontrado morto em sua casa na madrugada da última sexta-feira (23). Ainda não foi especificado as causas da morte do artista.

Uma das primeiras pessoas a se manifestar sobre o fato foi Lili Santana, uma das maiores produtoras de evento do Distrito Federal. “Não há adeus mais difícil do que aquele que sabemos que é para sempre. Você foi um grande amigo, alguém em que pude confiar e contar. Hoje dói saber que não teremos mais você, descanse em paz”, lamentou.

Leia Mais:


Vice-presidente dos Estados Unidos declara apoio a grupo anti LGBT

Policiais entram em conflito com manifestantes da Parada LGBT de Istambul

Outros trabalhadores conhecidos de Léo também lamentaram sua morte, Manú Santoro, produtor do Posers Dance, se mostrou chocado com a notícia. “Estou arrasado, ele é do primeiro da Posers Dance! Não sei o que pensar, a unica coisa é que ele sempre foi um doce”, postou em sua página no Facebook. A Posers Dance foi apenas uma das festas que contou com Léo frequentemente, em seus mais de 20 anos de carreira.

O dançarino também ficou conhecido por seu trabalho em espaços como Blue Space, Festa da Lili e Victoria Haus. Ele animava as festas e boates, bem como eventos e shows e ações promocionais. Depois das primeiras informações que davam conta da sua morte nas redes sociais, diversos fãs mandaram mensagens de apoio à família e condolências em sua página oficial no Facebook. O sepultamento de Léo Brito aconteceu no cemitério da Taguatinga


DEIXE UMA RESPOSTA