Cidades dos EUA pintam faixas de segurança com cores da bandeira LGBT

Faixas de segurança em cidades dos EUA foram trocadas pelas cores do arco-íris
Faixas de segurança em cidades dos EUA foram trocadas pelas cores do arco-íris (Foto: Reprodução)

Diversas cidades dos Estados Unidos aprovaram recentemente a implementação de novos modelos de faixas de pedestres nas suas vias, que trocaram o tradicional branco pelas cores do arco-íris para comemorar o Orgulho LGBTQ. As informações são do Portal Christian News.

Municípios como Houston, no Texas e a capital Washington foram os primeiros a inaugurar a novidade nas suas ruas. Já Atlanta, na Geórgia foi mais além e anunciou que as cores símbolo da bandeira da diversidade irão se manter fixas no asfalto.

Leia Mais:


Tumblr pede desculpas após classificar conteúdo LGBT como impróprio

Google lança “Easter Egg” no Planilhas para celebrar Orgulho LGBT

Em comunicado, o prefeito da cidade Kassim Reed explicou a importância de ter um ícone LGBT como este em vários pontos da cidade. “Acredito que os símbolos da unidade são importantes. Em reconhecimento às contribuições contínuas da comunidade LGBT de Atlanta para nossa cidade, tenho o prazer de anunciar que a cidade manterá a faixa com o arco-íris na intersecção da Avenida Piedmont e da Rua 10 durante todo o ano. Nunca devemos esquecer que o amor derrota o ódio e a luz derrota a escuridão”, disse o parlamentar.

Já em Houston, a iniciativa partiu de amigos de um rapaz gay atropelado em um cruzamento da cidade. “A ideia por trás da faixa de segurança também é homenagear o apoio e a amizade encontrados na comunidade LGBT de Houston.Nossa esperança é que ela sirva como encorajamento para todos os cidadãos e visitantes reconhecerem esta cidade como um lugar acolhedor, aberto a todas as pessoas, e que comemora sua diversidade”, declarou Matthew Brollier, um dos líderes da ação.

Ativistas LGBT já criaram petições públicas para que outros lugares do país também abracem a causa e façam a mudança em seus territórios.


DEIXE UMA RESPOSTA