Exemplo! Igreja evangélica sai as ruas e pede o fim do preconceito contra LGBTs

Igreja evangélica é destinada a gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis que buscam conforto espiritual
Igreja evangélica é destinada a gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e travestis que buscam conforto espiritual (Foto: Divulgação)

No sábado, 1º, os membros do Ministério Redenção Incluir em Cristo, saíram às ruas de Carapicuíba para conversar com a população sobre o preconceito contra os LGBTs e agregar todas as pessoas que foram rejeitas e excluídas de suas igrejas, devido a sua orientação sexual.

O Presbítero Leandro Vital, que é homossexual, explica que muitas pessoas, por falta de informação, acabam pensando que ser gay é promíscuo ou falar de gênero nas escolas influencia a sexualidade das pessoas.

“Nós temos que combater essa ideia preconceituosa por isso saímos as ruas, para mostrar que Deus não faz acepção de pessoas e que ele tem algo maravilhoso para fazer em nossas vidas”, disse.


Igreja evangélica inclusiva

O Ministério Redenção Incluir em Cristo é uma igreja evangélica que canta louvores, prega a palavra de Deus por meio de culto, utilizando a bíblia como base de sua religião.

“A igreja nasceu com o objetivo de incluir as mulheres lésbicas, homossexuais e transexuais que se sentiam excluídos e não encontravam espaço em outras religiões devido à discriminação que ainda existe. Nossa missão é acolher e levar o amor de Deus a todos, principalmente aos que se sentem inseguros quanto à orientação sexual”, explica Eliel Eloy, pastor da igreja.

A igreja está localizada na Rua Antonio dos Santos Neto, 281 Centro, Carapicuíba e realiza cultos todas as quintas às 20h e domingos às 18h.


DEIXE UMA RESPOSTA