“Reconhecimento que não tem preço”, diz ex-padre agraciado com Oscar Gay

Roberto Francisco Daniel deixou a Igreja Católica em 2013
Roberto Francisco Daniel deixou a Igreja Católica em 2013 (Foto: Divulgação)

Um ex-padre da Igreja Católica foi um dos vencedores do Oscar Gay 2017, reconhecimento dado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) a personalidades que lutam pelos direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT).

+Confira a lista completa dos vencedores do Oscar Gay 2017

A homenagem acontece quatro anos depois de Roberto Francisco Daniel, o Padre Beto, ser excomungado por divergir de seus superiores. Na época, Beto publicou vídeos defendendo temas como homossexualidade, bissexualidade e divórcio.


— É uma honra muito grande ter o reconhecimento dessa premiação. Hoje, me sinto super grato pelo Oscar Gay. É um reconhecimento que não tem preço — contou Padre Beto, 51 anos, ao Diário Gaúcho.

Fonte: Diário Gaúcho


DEIXE UMA RESPOSTA