No interior de SP, casal gay é agredido com pá após abraço

Hematomas no corpo do casal gay agredido
Hematomas no corpo do casal gay agredido (Foto: Pablo Marton/Arquivo Pessoal)

Ataque aconteceu em Araraquara interior de SP, os jovens registraram boletim de ocorrência na terça-feira (14).

De norte a sul do Brasil a situação para os LGBTs parece a mesma, a sensação de: insegurança, medo e de total desproteção.

Dessa vez, um casal gay de Araraquara (SP) afirma ter sido agredido com chutes, socos e golpes com uma pá por dois homens, na madrugada de domingo (12), após terem se abraçado em uma praça.


As vítimas, Douglas Braga, de 22 anos, e Pablo Marton, de 23 anos, ficaram com vários hematomas no corpo e registraram boletim de ocorrência.

O casal foi surpreendido quando saíram de uma festa. Quando foram embora, por volta das 3h, se abraçaram e foram abordados pelos agressores.

“Quando nos abraçamos eles disseram: ‘são duas bichinhas’. Um deles deu um chute na minha costela, o outro veio por trás e chutou a cabeça do Douglas. Depois bateu na cabeça dele com uma pá”, conta Marton.

O casal retornou ao local da festa em busca de ajuda. “Quando chegamos lá o Douglas desmaiou. Deu um tumulto na frente da festa e nossos amigos foram falar com os caras que nos agrediram. Eles disseram que estavam separando uma briga nossa, mas é mentira, eles viram a gente se abraçar e começaram a bater”.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e Braga foi levado para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Central, onde tomou pontos na cabeça e ficou em observação até às 12h.

Segundo Marton, no mesmo dia um dos agressores foi até a casa dele para fazer ameaças.

“Eu moro no bairro desde sempre. Conheço os agressores de vista, mas nunca tinha tido problema com eles. Um foi na minha casa e disse para a minha mãe me dizer que era para eu botar um ponto final nessa história”.

Fonte: G1


DEIXE UMA RESPOSTA