Maravilhosa! Disney bate o pé e se recusa a cortar cena gay de A Bela e a Fera

O personagem gay LeFou e seu muso Gaston em cena de A Bela e a Fera
O personagem gay LeFou e seu muso Gaston em cena de A Bela e a Fera (Foto: Divulgação)

Estúdio recebeu um pedido do Conselho de Censura de Cinema da Malásia

Depois de enfrentar resistência na Rússia, a Disney recebeu um pedido do Conselho de Censura de Cinema da Malásia para que a cena anunciada como “exclusivamente gay”, protagonizada pelo personagem LeFou, fosse cortado do filme.

No país asiático com cerca de 30 milhões de habitantes, a homossexualidade é condenada sob sistemas de justiça federais e religiosos. As punições podem incluir chicoteamento e até prisão.


O Conselho de Censura define que, no cinema, personagens gays podem ser retratado desde que se arrependam de sua orientação sexual ou morram na trama.

O pedido de corte foi recusado de imediato pela Disney

Porémmmmm…. Cabe a ressalva de que a recusa imediata da Disney em cortar a cena com LeFou não é garantia que os espectadores da Malásia terão acesso à versão original do filme. Isso porque o estúdio adiou a estreia da produção nos cinemas do país para 31 de março.

De acordo com a Billboard, esse adiamento pode significar mais tempo Conselho de Desenvolvimento da Disney mais tempo para decidir se o filme sofrerá alguma alteração ou não.

A Bela e a Fera estreou ontem (16) aqui no Brasil.


DEIXE UMA RESPOSTA