Ações para profissionais do sexo e lésbicas devem receber R$ 40 mil

Foto Ilustrativa (autor desconhecido)

Dinheiro é para ações preventivas de doenças sexualmente transmissíveis.

A Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) anunciou, na última sexta-feira (24), o repasse de R$ 40 mil para que a Associação de Mulheres do Acre Revolucionárias (Amar-AC) promova ações preventivas com profissionais do sexo, lésbicas e mulheres em situação de vulnerabilidade no combate à infecções de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), HIV, Aids, hepatites virais e outros problemas causados pelo uso de drogas, entre outros riscos.

O Termo de Concessão de Subvenção Social foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) e assinado pelo secretário de Saúde, Gemil Júnior, e pela representante da Amar-AC Anágila Maria Confim Costa.


O documento determina que a associação deve usar o recurso para fazer ações visando a transformação de comportamentos individuais, sociais e coletivos. O objetivo é reduzir a incidência de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos.

Em caso de paralisação das atividade ou outra ocorrência, uma segunda associação deve receber a responsabilidade sobre a execução do projeto. Os recursos repassados são provenientes de dotação orçamentária. O termo entrou em vigor a partir da data de de assinatura e termina em 31 de dezembro de 2017 com efeitos a contar de 1º de janeiro.


DEIXE UMA RESPOSTA