Taiwan discute casamento igualitário

Ativista LGBT de Taiwan
Ativista LGBT de Taiwan (imagem: 報導者)

O ativista Chi Chia-wei (祁家威) tem se destacado na pelo direito ao casamento igualitário.

Em 1986, Chi se assumiu gay em uma época em que os militares estavam no poder e muitas liberdades foram cerceadas. Como resultado, ele passou 162 dias na cadeia.

Segundo matéria da Quartz, desde então, ele vem lutando pelo direito de se casar o marido com quem está junto desde 1988.


Apesar de já ter perdido duas vezes na justiça pelo direito de se casar, ele permanece confiante.

No dia 24 de março, ele terá uma audiência que e será transmitida pela TV ao vivo. Nela será decidido se ele pode ter o direito de se casar.

Taiwan é provavelmente a cidade-estado asiática com mais chances de ser a primeira a aprovar o casamento igualitário. O número de pessoas que acha que a medida deve ser aprovada já passa um pouco mais de 50%. No entanto, grupos religiosos conservadores são muito organizados e estão engajados em lutar contra a medida. Os LGBTs tem ganhado mais legitimidade nos últimos anos e parecem estar mais próximos da opinião popular.

Atualmente a cidade emite apenas um documento que não conta com validade legal, mas que funciona como um comprovante de união estável que permite que o parceiro autorize procedimentos médicos e possam tirar licença-gala.


DEIXE UMA RESPOSTA