Lider da extrema direita comenta 147% de aumento nos crimes de ódio

Paul Nuttall
Paul Nuttall (imagem: Flickr)

Lider do partido UKIP, responsável pela campanha de ultra-direita pela saída do Reino Unido da União Européia, Paul Nuttall, disse ao The Independent que não há ligação entre o avanço da direita e o aumento do número de crimes de ódio.

“Muito disse (aumento de crimes de ódio) é fabricado. Na verdade, nós temos um relatório por sair, especificamente focado em Londres e ao pico de crime de ódio”

“O que a polícia disse é que tende a haver um aumento desses tipos de crime depois de qualquer evento nacional e, em seguida, o pico diminui”


“Eu não tenho certeza se acredito nisso (a alta de crimes de ódio)”, disse Nuttall.

“Claro que haverá casos individuais e as pessoas nunca deveriam ser vítimas de crimes de ódio de maneira alguma”

“Já disse isto na câmara do Parlamento Europeu, o meu coração vai para aquelas pessoas que foram vítimas, mas acho que muito disso foi exagerado especificamente para tentar criticar o Brexit (saída do Reino Unido da União Européia)”.
Dados da ONG LGBT Galop mostram que, entre julho e setembro, os crimes contra pessoas LGBTs aumentaram em 147%


DEIXE UMA RESPOSTA