Governo da Malásia faz vídeo polêmico sobre como tratar LGBTs

Bandeira da Malásia
Bandeira da Malásia (imagem: Wikipedia)

O governo da Malásia indica que pessoas LGBT passem por uma “terapia” para se tornarem heterossexuais.

Tais terapias são comprovadamente ineficazes e muito prejudiciais à saúde física e psicológica. Frequentemente elas consistem em tortura acompanhada de proselitismo religioso. No Brasil, como em muitos países, estas terapias são proibidas.

O “ativista comunitário”, Syed Azmi, postou o vídeo da campanha do governo que pede que as pessoas tenham calma e ajudem os LGBTs a seguir a religião islâmica.


So JAKIM's strategy is to use compassion to lure Muslim LGBT to the 'right' path while enacting anti LGBT syariah laws…

Publicado por Raymond Tai em Domingo, 12 de fevereiro de 2017

As respostas ao vídeo foram variadas. Os que aprovam destacam que a idéia de tratar LGBTs como pessoas que estão passando por uma dificuldade espiritual é um avanço, ainda que pequeno, pois seria uma alternativa à violência. As pessoas que são contra afirmam que a homossexualidade não é uma questão de doença e que não deveria ser tratada como tal.

“É, é bom que eles não encorajem a violência, mas é que… Eu já tentei ser hetero taaaaantas vezes e sempre que eu tento, começo a me odiar mais e mais. Chegou ao ponto de estar convencido de estar possuído e tentar suicídio. A taxa de suicídio entre gays está mais alta do que nunca. E nada vai mudar isso até que passemos a ser aceitar mais. Acho que o que eu quero dizer aqui é que eu gostaria de encorajar todos a escutar e conhecer mais sobre as pessoas gays e entender nossas dificuldades de mente aberta”

 

Este vídeo foi produzido pela JAKIM sobre os LGBTs.

Ele reconhece orientações sexuais diferentes e como o Islã vê isso. Ele dá uma alternativa com versos do Corão.

Ele dá um método para trabalhar em direção a uma mudança/controle da orientação sexual baseada no princípio islâmico para as pessoas que QUEREM MUDAR.

Ele dá orientações aos amigos que tem amigos de orientações sexual diferente em como lidar com isso e como ajudar.

Este vídeo vai fazer com que pessoas acreditem que haja uma forma de “mudar” de homossexuais para heterossexuais. Não tem como fazer isso.

As cores me surpreenderam com as cores do arco-íris. JAKIM conseguiu fazer um vídeo que não é odioso à comunidade LGBT. Enquanto que a idéia de que uma pessoa possa mudar sua orientação sexual seja discutível (sei que alguns de vocês vão dizer que não vão mudar, mas existem histórias legítimas de pessoas virando hetero por vontade própria), a abordagem leve do vídeo em aconselhar respeito à privacidade e enfatizar o livre árbitro e definitivamente louvável. Isso é muito melhor do que dizer que eles são pecadores, que vão para o inferno e blá-blá-blá.

Mas isso, esse é o jeito islâmico. Fazer isso, digo que foi muito bem feito. *aplausos*


DEIXE UMA RESPOSTA