Comunidade criativa se une contra retrocessos no estado do Texas

Lady Gaga
Lady Gaga (imagem: David Björn)

140 artistas assinaram uma carta aberta que condena retrocessos que acontecem hoje no estado do Texas. Nomes como Lady Gaga, Ariana Grande, Miley Cyrus e Alicia Keys e muitos outros grandes nomes assinam a carta.

A carta original (em inglês pode ser lida em txtogether):

“Caros Líderes do Texas, Por favor, saibam que a comunidade criativa está observando o Texas, com amor por todas as pessoas e por suas contribuições à música, arte e cultura. Nós amamos tanto o Texas e suas pessoas. Entre nós, passamos tempo em inúmeras cidades e cidades em todo o estado. Para muitos de nós, performar no Texas pela primeira vez foi uma experiência que muda a vida. Estamos impressionados com a cultura e a comunidade do estado.


Estamos também profundamente preocupados com a legislação atual que visa a comunidade LGBTQ no Texas.

O Projeto de Lei do Senado do Texas (SB6) e o Projeto de Lei da Câmara 1362 (HB1362) criminalizariam e restringiriam o simples ato de uma pessoa transexual usar o banheiro que se alinha a sua identidade de gênero – uma negação de dignidade humana básica. Outra legislação que está sendo considerada no Texas forçaria os professores a tirar do armário seus alunos LGBTQ, contando aos pais – uma violação da confiança construída entre as crianças e educadores. Ainda mais projetos de lei desmantelariam as cidades do Texas de suas proteções não-discriminatórias e inclusivas a LGBTQs, minariam a igualdade matrimonial, ou legalizariam a discriminação nos campi universitários e na vida pública. Projetos de lei como estes são um veneno, uma barreira entre o Texas e o seu futuro.

Os jovens transgêneros e não-binários já estão sujeitos ao bullying e ao assédio moral. Vocês podem imaginar a mensagem que essas leis passam às crianças – a mensagem de “aquela criança é indesejável, essa criança é perigosa”? Os jovens transgêneros e não-binários também enfrentam taxas mais altas de rejeição familiar e desabrigo, problemas de saúde mental e tendência ao suicídio, e eles já são mais propensos a terem negados trabalho e habitação. Quanto mais você pode puni-los por viver honesta e abertamente?

Cabe a vocês decidirem se esses projetos se tornarão lei, e estamos de olho. Cabe a nós comprometer-nos a fazer tudo ao nosso alcance para garantir que todos os nossos fãs, equipes e colegas se sintam seguros e acolhidos, onde quer que forem.

A expressão artística sempre foi um ato político, e alguns dos artistas mais venerados da nossa história se colocaram na linha de frente para tomar uma posição contra a injustiça. Hoje nós humildemente adicionamos nossos nomes a essa tradição orgulhosa, em pedir-lhe para acabar com o a perseguição desnecessária às pessoas LGBTQ no Texas”.

A carta original (em inglês pode ser lida em txtogether)


DEIXE UMA RESPOSTA