Barbearia masculina é atacada por feminista em São Paulo

Barbearia
Barbearia (Foto: Divulgação)

Uma barbearia masculina localizada em Americana, cidade do interior de São Paulo, foi “atacada” na última sexta-feira, 13, por uma mulher depois que os profissionais do local se recusaram  a cortar seu cabelo.

De acordo com os funcionários, a mulher os desrespeitou verbalmente, com palavras de baixo calão, além de acusá-los de misoginia. No Facebook, ela expressou sua revolta, dizendo que foi “desrespeitada” e “humilhada por ser mulher”.

Ainda segundo o post no Facebook, ela acompanhou um amigo, que a teria convidado, afirmando que ela poderia conversar “com os caras sobre um corte” para o cabelo dela. A acusação foi suficiente para que a página do estabelecimento na rede social fosse atacada por um grupo de feministas.


Com a repercussão do caso, a proprietária do estabelecimento esclareceu o ocorrido na página da barbearia, afirmando ter testemunhas, além dos barbeiros, que presenciaram todo o ato.

A barbearia é especializada no tratamento de barba e bigode.

Com informações do Ilips


DEIXE UMA RESPOSTA