17ª temporada de Grey’s Anatomy pode ser a última; relembre os personagens LGBTs da série

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A série médica Grey’s Anatomy é a mais longa da história da TV, e pode estar caminhando para seu final. Com as negociações para uma renovação travadas, a showrunner Krista Vernoff já começou a planejar um possível encerramento ainda na 17ª temporada. Mas, antes que a série não termine, vamos relembrar alguns personagens que representaram a comunidade LGBT+.

Grey’s Anatomy possui uma gama diversificada de personagens de representatividade LGBT. A autora da série sempre apresenta ao seu público histórias emocionantes, que fazem os telespectadores se identificarem com a trama, personagens e mais. Personagens lésbicas como as médicas Arizona Robbins, e a bissexual Callie Torres, que até se casaram na sétima temporada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Representatividade gay

Os personagens Nico Kim e Levi Schmitt durante o primeiro beijo (Foto: Reprodução)

Outro casal que passou representatividade LGBTQIA+ em Grey’s Anatomy, aconteceu logo no início da temporada 14, com uma nova leva de residentes bem diversos. Levi Schmitt entende sua sexualidade somente na temporada 15, quando ele começa a se relacionar com Nico, o novo cirurgião ortopedista. Os dois apresentaram algumas cenas quentes durante as temporadas 15 e 16.

Personagem transgênero na série

Alex Blue Davis como Casey Parker na série Grey’s Anatomy (Foto: Divulgação)

Grey’s Anatomy é responsável por apresentar novos talentos em sua grade de elenco. Em um dos episódios, foram revelados novas estrelas jovens em ascensão, a maioria assumindo funções de residentes do Grey Sloan Memorial Hospital. Interpretado pelo ator Alex Blue Davis, que também é um homem trans na vida real, o personagem faz a revelação por um acaso, no episódio em que o hospital é hackeado.

Na ocasião, Casey Parker assume para a Dra. Bailey que em sua carteira de habilitação estava como gênero feminino, e eles se recusaram a alterá-la. Com isso, ele precisou hackear o sistema do DMV (o DETRAN nos Estados Unidos) e por isso a polícia não pode saber dele.

Dra. Erica Hann e Callie Torres

Dra. Erica Hann e Callie Torres na série Grey’s Anatomy (Foto: Divulgação)

Antes de ter um relacionamento com Arizone, Callie teve sua primeira experiência com uma mulher, quando conheceu a Dra. Erica Hahn (Brooke Smith), a nova chefe do hospital de cirurgia cardiotorácica. Elas se tornam grandes amigas e até formaram um quase triângulo amoroso com o caso de Callie, o Dr. Sloan (Eric Dane).

Carina DeLuca e Arizona Robbins

Carina DeLuca e Arizona Robbins na série Grey’s Anatomy (Foto: Divulgação)

Na 14ª temporada, traz uma médica lésbica, Carina DeLuca (Stefania Spampinato), especializada em masturbação feminina. Ela é irmã de Andrew (Giacomo Gianniotti) e tem um caso com Arizona Robbins (Jessica Capshaw). Na trama, ela é uma especialista em masturbação feminina e analisa a reação do cérebro de mulheres durante o orgasmo estimulado pela masturbação.

Callie e Penny

Callie e Penny na série Grey’s Anatomy (Foto: Divulgação)

Callie é bissexual, o último relacionamento dela também é com uma mulher, entre Penny, interpretada por Samantha Sloyan. O romance é marcado por drama, já que Penny não contou para a amada que ela foi a médica do Dr. Derek Shepherd, quando ele morreu na série. Assim que ela chega na casa de Meredith Grey, o relacionamento de ambas fica abalado com as descobertas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio