“Vamos ocupar e continuar resistindo”, diz Ikaro Kadoshi, do Drag Me As a Queen, sobre a Parada LGBT

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por Leandro Lel

Estrela do Canal E! com o reality Drag me as a Queen, Ikaro Kadoshi falou ao Observatório G sobre a importância da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo que levou mais de três milhões no último domingo (22), para a avenida Paulista. Para a artista, o momento é de união e luta em prol de direitos da comunidade LGBTQ+.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“É muito fácil ocupar. Difícil é resistir depois de ocupar. Vamos ocupar e continuar resistindo, independente do que as pessoas pensam. É um dia para mostrar que somos humanos. Queremos nossos direitos. Queremos equipara os direitos que muitos têm”, disse inicialmente.  

Para a ocasião, Ikaro levou quase duas horas para se produzir e relembrou a sua primeira Parada LGBT: “Um momento mágico e libertador. Encontrei os meus”, disse Kadoshi. E fez um alerta: “Repensem, reflitam sobre o que vocês estão fazendo com as pessoas aa sua volta. Vamos com ajudar todo mundo a ter um mundo melhor”.

Vale lembrar que está foi a primeira Parada LGBT sob a gestão do governo Bolsonaro, conhecido por suas falas e atitudes tachadas como homofóbicas. De acordo com  organização do evento, mais de 19 trios elétricos passaram pelo circuito arrastando uma multidão ao som da cantora Mel C, Iza e Luisa Sonza somando assim sete horas de festa e conscientização.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio