Para LGBT SP 2019 - Entrevista com Jaqueline Grohalski
Para LGBT SP 2019 - Entrevista com Jaqueline Grohalski (Reprodução Youtube)

A Parada LGBTI+, ocorrida no domingo (23), reuniu diversas personalidades da mídia. E, quem não ficou de fora e resolveu aproveitar o evento da melhor maneira possível, foi a ex-BBB Jaqueline. Em entrevista ao Observatório G, ela falou sobre o que pensa do cenário político atual, sobre LGBTI+ no mercado de trabalho, falou de seu clipe, beijo em mulheres e outros assuntos.

Em relação aos ânimos aflorados no decorrer das eleições, segundo ela, não adianta focar em questões como ‘Ele sim’ e ‘Ele não’. Desse modo, o interessante seria parar e pensar com maturidade e consciência. Ela ainda diz que, a comunidade LGBTI+, está mais politizada. “Atualmente tem que se pensar muito, tem que votar consciente. As pessoas ficam muito focadas em mídia, em ele sim e ele não, mas tem que parar para pensar: Será que é isso que a gente precisa?”.

Sobre representatividade, ela diz que “as portas se abrem para todos” é só saber aproveitar. Além do mais, revelou que seu irmão foi fundamental na produção de seu clipe e relatou estar super entusiasmada com sua nova música: “Bem malvada”.


A ex-BBB, agora cantora, fala tudo abertamente e foi perguntada sobre briga com outro participante. Nesse sentido, disse que a relação com Mahmoud “foi resolvida lá mesmo” (na casa). Ela ainda diz que a desavença foi desencadeada por excesso de stress e fofocas que rolaram no decorrer do jogo.

Já, quando indagada sobre a possibilidade de beijar mulheres, Jaque não se esquivou. Disse que já ‘pegou mulher’, e ainda brincou que não poderia contar, porque não caberiam nos dedos. Sobre a experiência, relatou: “foi bom!”. Vale frisar que, após isso, ela foi flagrada aos beijos com uma, enquanto curtia o Camarote Pride.