Repórter da Record TV que foi casada 8 anos com homem fala sobre relação com esposa e filha

Natalia Daumas e Lorena Coutinho são jornalistas e se conheceram nos bastidores da Record TV

Publicado em 14/09/2021 15:19
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lorena Coutinho, repórter do Balanço Geral, e a sua esposa, Natalia Daumas, estão há seis anos juntas. Por meio das redes sociais, compartilham momentos especiais e aproveitam para falar sobre a relação. Lorena lançou o quadro Eu & Elas, projeto do casal que vai ao ar toda quinta-feira.

Ao Observatório G, Coutinho discorreu sobre a sua história de amor, que envolve recomeço, descobertas e muita cumplicidade.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Fui casada durante oito anos com o pai da Sophia. Ele é de Brasília, mora lá. Trabalhava na Record Brasília e recebi uma promoção/ proposta para vir para SP. Ele não quis vir. Nessa época ainda não tínhamos a Sophia. Mantivemos o relacionamento – eu ia e voltava nos fins de semana – e depois de uns dois anos em SP, engravidei. Ainda ficamos juntos por quase dois anos (mesmo morando separados BSB/ SP – ponte aérea).

Em relação ao término do casamento, a profissional deixa claro que a união acabou por si só, sem interferência de terceiros, o novo amor veio no porvir.

Infelizmente, não temos aquele contato bacana que alguns pais separados conseguem manter. Tem “sempre” alguém que fica meio dodói, né ? Ele nunca aceitou a minha vinda para SP (minha promoção). Mulher saindo de casa, indo para outro estado, ganhando melhor , enfim… Quando terminei, ele não aceitou bem. Se manteve distante. O término não envolveu tema de sexualidade, não! A relação se desgastou mesmo.

Nova relação

Lorena contou que já tinha tido experiências com outras mulheres, mas, para ela, era só uma curiosidade, um momento passageiro. Com a maturidade e o entendimento de si mesma, percebeu que sempre teve vontade de estar em uma relação afetiva com outra mulher, mas cultivava alguns bloqueios.

Sobre sexualidade… Eu já tinha ficado com mulher, sim! Mas, ao meu ver, era zoeira. Curiosidade, brincadeira… Assim como outras amigas também ficaram. Mas nada de assumir para a família ou ter uma relação séria. Hoje, mais madura, percebo que já sentia vontade de estar ao lado de uma mulher, mas não admitia. Tinha medo, dúvida, vergonha , culpa … Aqueles sentimentos que sabemos , né ? Infelizmente “comum” diante de uma sociedade marcada pelo preconceito.

Natalia Daumas, Lorena Coutinho e Sophia

Lésbica, bissexual, pansexual, são identidades que compõem a sigla oficial LGBT+, mas nem todo mundo quer se categorizar, apenas viver em plenitude. Lorena faz parte deste grupo.

Sobre rótulos… É bem isso que você disse … não sei dizer se sou lésbica , Bi , ou seja lá o que for… Já senti desejo por homens e até hoje admiro/ poderia me apaixonar se não estivesse tão feliz com a Naty. Mas confesso que a companhia de uma mulher hoje me faz muito bem. E existe uma diferença gritante na relação . Não penso em largar o osso colorido, pelo menos até então, enfatizou.

Naty me ajuda com a Sophia desde os dois anos de idade (Quando éramos amigas, ela já ajudava). Hoje faz o papel de segunda mãe/ mãe de coração, já que sophia só vai para o pai duas vezes ao ano , nas férias.

Natalia Daumas, Lorena Coutinho e Sophia

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

MOLETOM PRIDE BRASIL

Comprar

SUNGA COLORS

Comprar

CAMISETA PRIDE HEART - LONG

Comprar

BONÉ PRIDE HEART

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar