Médico gato e gay fala sobre preconceito e representatividade

Pedro contou que está em um sólido relacionamento com Victor Medeiros

Publicado em 23/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pedro Mancini é médico e especialista em procedimentos estéticos. Além da atividade na medicina, o profissional atualmente conta com mais de 155 mil seguidores em sua rede social, o que faz dele, também, um influenciador.

Em entrevista ao Observatório G, Pedro contou que está em um sólido relacionamento com Victor Medeiros (cirurgião dentista) e aproveitou o ensejo para discorrer sobre preconceito e a importância da ocupação de espaços diversos. Tem LGBT em absolutamente todos os meios, seja ele mais sóbrio ou dinâmico, religioso ou cético, e, para os preconceituosos de plantão, basta aceitar e aprender!

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Preconceito é uma realidade presente em todas as áreas, e ainda que seja um preconceito velado ele é uma realidade. É assustador pensar que diante de tanta evolução ainda haja pessoas que mantêm sua condição sexual escondida atrás de uma realidade paralela para fugir de julgamentos estapafúrdios que as pessoas fazem, pois infelizmente os “padrões” são inclusive capazes de colocar sua capacidade profissional em dúvida, é cruel e inacreditável, mas essa situação é mais real do que imaginamos.”

REPRESENTATIVIDADE X PROFISSIONALISMO:

Eu sou apaixonado pelo meu trabalho, faço tudo com amor e dedicação, e com essa mesma dedicação luto pelo que eu acredito pelos meus ideais, isso mostra verdade, e é assim que quero que me enxerguem. Minha história, quem eu sou também faz parte do profissional que me tornei, e dessa forma quero inspirar não só outros profissionais, mas também as pessoas a mudarem seus olhares. Não existe uma fórmula mágica, acho que basta você ser quem você é, e dar o melhor de si.”

CANTADAS NAS REDES SOCIAIS:

“É polêmico falar sobre isso (risos), mas acredito que a exposição nas redes sociais leva a esse tipo de situação, é perfeitamente normal, mas todas as vezes em que isso aconteceu, nunca foi nada desrespeitoso ou fora do comum, sempre levo de maneira esportiva.”

TRAJETÓRIA:

Medicina sempre foi meu sonho de infância. Eu me formei em 2017 pela Escola Paulista de Medicina – Universidade Federal de São Paulo, estudei durante 1 ano na Austrália, e comecei exercendo minha profissão na pediatria em Pronto Atendimentos, depois de algum tempo exercendo a medicina tradicional eu entendi que não era exatamente com aquela área que eu me identificava, eu sempre fui um profissional que não conseguia se desvincular emocionalmente dos pacientes, e isso acabou pesando de forma emocional e se tornou uma carga muito grande para mim. Então, eu decidi me dedicar à estética e foi onde eu me encontrei e descobri um profundo amor por esta área. Eu sempre tive paixão por procedimentos estéticos, antes mesmo de construir carreira e me formar sempre tive uma tendência a me encantar por estética. E após vivenciar a medicina tradicional eu resolvi me dedicar a medicina estética, descobrindo que nasci para isso. É algo que vai além do exterior, mexe com o emocional, fato de ver a realização de pacientes com o antes e depois dos procedimentos, me traz a certeza dia após dia que minha grande paixão sempre foi a medicina estética“.

 Dr. Pedro Mancini
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

G Store

MOLETOM PRIDE BRASIL

Comprar

SUNGA COLORS

Comprar

CAMISETA PRIDE HEART - LONG

Comprar

BONÉ PRIDE HEART

Comprar

MOCHILA PRIDE BRASIL

Comprar