Liniker é cantora e compositora, representa o que há de mais novo e transgressor na música popular brasileira e agora faz história se tornando a grande atração da capa da revista feminina Claudia do mês da mulher.

“Eu dedico essa imagem na capa da revista, a minha vó Jandira, minha mãe Ângela, minhas primas Jenifer e Ludmila, a minha tia Adriana e todas e todes que estão por aí”, disse a cantora sobre a publicação.

Cláudia, uma revista feminina muito tradicional, com modelos cis e brancas há décadas, estabelece um marco histórico no ramo da moda e comportamento das publicações Brasil pela editora Abril. É a primeira vez que a revista coloca uma mulher trans, negra e de origem periférica nesta posição de protagonismo.


A cantora aparece em um vestido vermelho enquanto se apoia em uma cadeira nos cliques da fotógrafa Julia Rodrigues, a quem Liniker também agradeceu pelo que chamou de “olhar lindo dentro e fora da lente”.

Sobre a edição, a revista Claudia afirmou em suas redes sociais: “A cantora Liniker é nossa quarta capa do mês de março. Ela discute o futuro do gênero, as quebras dos padrões retrógrados e um novo olhar sobre nossas identidades. As representações de nossa existência são muito plurais, somos muito mais que uma informação mastigada’, defende Liniker.