Frota-e-bolsonaro
Alexandre Frota e Jair Bolsonaro (Reprodução/EBC)

Por um bom tempo, Alexandre Frota fez parte do PSL (Partido Social Liberal) e defendia abertamente as decisões e políticas de Jair Bolsonaro. Depois, tudo desandou e o deputado federal agora se volta contra o Presidente da República e agora integra o PSDB.

Depois de muitas indiretas à família Bolsonaro, Frota escreveu um tweet pra lá de polêmico que dizia o seguinte: “Segue o vídeo do meu encontro com Bolsonaro no Palácio no café da manhã. No vídeo podemos ouvir claramente quando eu fala pra mim com a mão na boca (porra Frota cala essa matraca). Na sequência diz ‘eu quero continuar transando contigo'”.

No fim da mensagem, compartilhada no Twitter, deu uma breve explicação: “Isso por eu ter pedido a prisão do Queiroz”. Fabrício Queiroz, nesse caso, é o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, senador do Rio de Janeiro e filho de Jair. O tweet teve quase 7 mil interações.


Um seguidor acirrou a briga e provocou: “Por isso, o presidente tem estado tão nervoso. Nunca mais foi comido, coitado”. Também teve um a criticar: “Sentido de ética zero absoluto. Esse vídeo não vale um peido mas mostra a nódoa que você é”. Ironizando vazamentos de áudios de Frota, um terceiro disparou: “Agora solta o áudio da transa”.