homofobia-cariri-crato-pizzaria
O protesto mobilizou toda a comunidade LGBTQ+ da cidade (FOTOS: Reprodução/Facebook)

Um protesto criativo contra LGBTfobia tomou conta das redes sociais nos últimos dias, após um caso de homofobia na cidade do Catro, no interior do Cerá. O protesto mobilizou toda a comunidade LGBTQ+ da cidade.

O caso se iniciou após um áudio homofóbico do dono de uma pizzaria famosa da cidade ter vazado no Whatsapp. No áudio, o homem, identificado como Francisco das Chagas Farias Martins, chegou a afirmar que deveria “matar todos os viados”.

Após o áudio viralizar pela cidade, um grupo de se reuniu, foi até a frente da pizzaria Tuttipasta acompanhados de um carro de som e saíram pela cidade repetindo continuamente o discurso de ódio proferido pelo empresário.


Com a repercussão do caso nas redes sociais, o homem fez um pronunciamento público afirmando que tudo não passava de “uma brincadeira que foi mal interpretada”. Ainda segundo Martins, ele “não tem nenhum preconceito contra qualquer pessoa”.

Desde junho deste ano discurso de ódio contra pessoas LGBTs é crime no Brasil. Conforme o jornal CE1, baseando-se nesta lei, grupos LGBTs do Crato já pensam em levar o caso a justiça e irão exigir, além de indenização, que aulas educativas sejam ministradas na pizzaria.