Convidados do Conversa com Bial desta segunda-feira (23), os atores Ícaro Silva e Jesuíta Barbosa deram um show de sinceridade ao abrirem o coração sobre suas sexualidades enquanto artistas.

Com a repercussão da última fala de Jesuíta sobre sua sexualidade durante uma entrevista para a revista Vogue, Bial perguntou ao jovem galã a respeito da curiosidade em torno da vida pessoal dos famosos.

“Tem um retorno da mídia de querer saber da sua sexualidade, o que você faz, tenho impressão que a gente sempre tem que falar disso socialmente. Quais são os problemas que nós temos na sociedade? E, sobre sexualidade, temos essa cultura que é sexista, que oprime a mulher, o feminino”, disse Jesuíta, que foi destaque na novela Verão 90.


E logo em seguida completa: “Eu não posso enquanto homem não estar em função disso. Eu acho que eu preciso, enquanto artista também, reafirmar o poder feminino. Não preciso ficar falando que sou homem. A gente tem que estar em função da mulher, respeitá-la, e respeitar também a comunidade LGBT e todas as diferenças”.

Ícaro, que em certo momento se denominou como “bicha preta”, afirmou que acha estranho quando a vida do artista passa a chamar mais atenção e fica em primeiro plano, deixando a arte de lado.

“Como artista, quando a gente se envolve com arte, você começa a perceber suas funções sociais. A minha vida pessoal, com quem estou dormindo, não tem a ver com o que quero mudar em relação ao público”, declarou.