Universidade Federal do Rio de Janeiro pode fechar ainda esse ano

UFRJ é uma das faculdades mais consolidadas do país

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última semana, a reitoria da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) anunciou a situação financeiramente instável vivida em uma das maiores universidades do país. Desde março do ano passado, com a chegada da pandemia da COVID-19, as universidades públicas se colocaram na linha de frente para o combate do vírus através da ciência. A popular universidade do Rio realizou uma série de testes moleculares padrão ouro por RT-PCR, ao contrário da rede privada.

A ciência é a principal fonte de importância no combate ao vírus em qualquer país, porém, no Brasil, nunca foi tão valorizada como agora. O conhecimento adquirido tem como maior prioridade a redução da transmissibilidade da doença, por meio de um planejamento sólido de ações precisas, com os devidos cuidados hospitalares e nos envolvimentos de alternativas do combate ao vírus, como foi feito na produção de vacinas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Parece óbvio que uma universidade de referência que está ajudando o nosso país tenha total apoio e ajuda do governo atual, mas nem sempre o óbvio é realizado. Com base no descaso do governo, apresentando cortes na verba destinada à instituição, a reitora afirmou com tom de certeza, de que a universidade poderá fechar suas portas em julho, pois não consegue realizar o pagamento das despesas pendentes.

Desde 2012, houve uma redução de R$ 474 milhões no orçamento destinado à universidade federal do Rio, sendo atualmente o correspondente de 38% em relação àquele ano. Além de metade da verba destinada a instituição estar aguardando aprovação do Congresso Nacional, uma vez que ocorreu um bloqueio em aproximadamente 19% da quantia já liberada. Lamentável ver uma instituição tão reconhecida por seus centros de pesquisa, hospitais e laboratórios ser tratada desta forma.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio