Saiba os riscos que a Copa América no Brasil pode nos causar

O presidente Jair Bolsonaro confirmou o evento em nosso país

Publicado em 2/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última segunda-feira (31), A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) anunciou em seu Twitter que a sede da Copa América será o Brasil, após as desistências dos antigos anfitriões, Argentina e Colômbia. A data prevista para início do torneio está como 13 deste mês (junho). Os países que iriam sediar a competição pediram para não realizar o evento, pois o momento em que eles vivem é crítico.

A Colômbia vivencia conflitos no cenário político, no início do mês anterior (maio), os protestos executados levaram a pelo menos 24 pessoas mortas e 800 feridos nos confrontos, segundo as informações transmitidas da Defensoria Pública. Após está sequência complicada para o país colombiano, ficou a cargo do país argentino a realização única do evento.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No entanto, o governo da Argentina informou a Conmebol de que seria dificil a realização do maior evento para seleções da América Latina em solo Hermano, pois o momento que eles passam, devido a COVID-19, é crítico. A competição pode atrair diversas pessoas para nosso país, como: Jogadores, comissão técnica e torcedores, embora os jogos até então estarão fechados ao público.

Segundo especialistas, vivemos uma segunda onda que ainda não acabou. A taxa de transmissão está ainda muito elevada, um momento que tende a ter um descontrole. Trazer vários representantes de países latino-americanos, em muitos casos, em que estavam em vários lugares do mundo, podem nos trazer diversas variantes, a beira de uma terceira onda.

Nos acompanhe na coluna Politizah (Clique aqui)!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio