Dia das Mães: o sentimento das mães da vítima da operação mais letal do Rio de Janeiro

A operação no Jacarezinho foi a mais letal da história do RJ

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última quinta-feira (06), a operação policial no Jacarezinho se tornou a mais letal na história do estado do Rio de Janeiro. A favela se localiza na zona norte do Rio, deixando 25 pessoas mortas com esta ação. A polícia acabou informando de que 24 eram suspeitos, mas não justificou o porquê eles foram baleados, completando os 25 um policial.

O policial civil morto foi o André Leonardo de Melo Frias, da delegacia de combate às drogas (Dcod). O delegado Ronaldo Oliveira negou qualquer ação com a finalidade de execução, deixando claro que todos que não reagiram, foram apenas presos. A ação policial foi considerada como uma das mais graves, sendo pior que a chacina, popularmente conhecida, como da baixada fluminense, em 2005.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A data comemorativa do Dia das Mães deste domingo (09), marcará um sentimento de tristeza nas mães que perderam seus filhos. Muitos dos homens que acabaram morrendo, tinham enviado mensagens para as suas mães e esposas, tentando evitar qualquer atitude agressiva advinda da polícia, convencendo os para apenas prendê-los. Porém, isso acabou não sendo possível, pois a atrocidade acabou lavando os escadões e becos em sangue.

O alto Comissariado das organizações das Nações Unidas (ONU) para direitos humanos, com sede em Genebra, na Suíça, solicitou ao Ministério público do Brasil a realizar uma investigação independente. Procurando por uma investigação completa e imparcial de acordo com as normas internacionais da operação na comunidade de Jacarezinho, na zona norte da capital Fluminense. Para determinar o porquê está operação foi executada da forma que foi.

Siga-me no instagram @mauriciodebritto e nos acompanhe nas outras postagens da coluna Politizah

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio