A empresa Amazon reforça o apoio a legalização da maconha

Uma das maiores empregadoras do mundo surpreendeu a todos com sua mudança de posicionamento

Publicado em 3/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A empresa multinacional Amazon é considerada a maior e melhor empregadora do mundo, tendo um papel importante no seu país de origem, Estados Unidos, se estendendo ao mundo nos últimos anos. A empresa fundada por Jeff Bezos, um dos homens mais ricos do mundo, declarou de que não vai mais verificar o uso de cannabis em seus exames admissionais.

Desta forma, a maconha deixa de ser uma droga proibida entre seus colaboradores, dando liberdade para seus funcionários que são aderentes da cannabis, em trabalharem na empresa das entregas da velocidade da luz. Segundo a Amazon, as políticas públicas passaram por uma atualização, englobando mudanças nas partes que proíbem a entrada de funcionários que utilizam.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A empresa passará a apoiar ativamente a legalização da maconha em nível federal, ou seja, tendo como objetivo a eliminação de todos os registros criminais associados a ela. A Amazon atualmente é a segunda maior empregadora privada dos Estados Unidos, tendo por volta de milhão de funcionários, entre diretos e indiretos, no mundo todo.

Desta maneira, a dona do momento vai tratar o uso de maconha da mesma forma em que trata atualmente o consumo de álcool. No entanto, se porventura houver algum incidente durante o momento de trabalho, a empresa irá testar os funcionários envolvidos para verificar se ele estava sob efeitos de algum entorpecente. O posicionamento da empresa influencia o setor como um todo, promovendo estímulos para outros negócios adotarem posturas similares.

Nos acompanhe na coluna Politizah (Clique aqui)!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio