Bandeira LGBT
Bandeira LGBT (Foto: divulgação)

Com palestras, colóquios e concurso de Drags e shows voltados para o público LGBTQI + a feira erótica encerra sua 4ª edição no Centro de Convenções Sul América

Neste domingo, 5/05 a maior feira erótica da América Latina vai prestigiar o público LGBTQI+, que tem participado ativamente na Sexy Fair. Pela primeira vez será realizado, ás 17h, no palco principal o concurso Draglicia , que busca a diversidade no universo Drag, aberto a Drag Queens, Drag Kings, Drag queers.

“ Queremos mostrar a pluralidade dessa arte e mostrar que arte não segue padrão de beleza pré-estabelecido”, afirma Wesley responsável pelo concurso.  É importante trazer o público LGBTQI+ para conhecer melhor essa feira incrível”.


Depois do concurso, haverá exibição do curta” SoccerBoys”e a palestra “Preconceito no esporte – Not today, Satan! “, seguida de debate com o roteirista e diretor do curta Guilherme Vogel, Victor Pimenta , diretor de transformação social -Lendários e Juliano Ferreira, primeiro atleta trans a ser aceito em uma competição oficial da Federação Internacional de Fisiculturismo.

A apresentação ficará na conta de Bárbara Pah – musa Drag do Beescats Soccer Boys.  Ainda no palco principal, a sexóloga Tati Presser ministra o debate “ GLBT e sex toys. Por que o preconceito?” Nas salas de palestras serão debatidos por profissionais os temas” Bate papo com casal pimenta: tire suas dúvidas sobre o swing” , “ Acordos e sexualidade para relacionamentos monogâmicos e não monogâmicos”, entre outros. Para animar a festa, a música fica por conta da  Funtastic, primeira banda gay do Brasil, e a noite na boate o show do Koringa encerra o evento.