Espetáculo O Segundo Armário
Espetáculo O Segundo Armário (Foto: Divulgação)

O drama O Segundo Armário apresenta sua segunda sessão da temporada nesta sexta-feira (12). A peça acontece na Sala Zaíra de Oliveira, no Memorial Municipal Getúlio Vargas, na Glória, às 19h.

A montagem narra a história de Gabriel de Souza Abreu (pseudônimo de Salvador Corrêa, autor da obra). O livro O Segundo Armário – Diário de Um Jovem Soropositivo, serviu de inspiração para a produção.

A Peça

O espetáculo começa quando Gabriel (Hugo Caramello) recebe a notícia que mudaria a sua vida: o exame positivo para HIV-1. A partir daí, o protagonista divide com o público os momentos de desespero, aflição e tristeza.


A Cia Banquete Cultural aposta em uma encenação vigorosa. Nela, os pensamentos e reflexões são expostos de maneira crua e poética sob o olhar atento do diretor Jean Mendonça. “Tive uma preocupação muito grande de mostrar a vivência do HIV neste espetáculo por um viés poucas vezes experimentado na arte.”, destacou Jean.

“O da esperança e da possibilidade de continuação de uma vida saudável por meio do tratamento. Ao propor que o tema seja tratado de forma crua e poética. Quero dizer que é através da poesia que falo da dor, para com isso ser possível a aproximação do espectador. Mas isso não impede que o fio de tensão seja esticado até seu limite máximo. Para que quando for solto, a sensação de alívio seja sentida por todos e levada por onde passarem e para além do espaço cênico.”, destaca Jean.

A descoberta do HIV

Dentre os temas da peça, um deles é o medo de contar sobre o diagnóstico para os familiares e amigos. Os soropositivos ainda enfrentam o preconceito da sociedade, sobretudo quando o infectado é homossexual. Salvador Corrêa viveu com esse segredo por três anos. O período que ele classifica como seu segundo armário, levando em consideração que o primeiro foi a sua orientação sexual. Nesta jornada, a sua válvula de escape foi a criação do blog que mais tarde se tornaria o seu livro.

Com o pseudônimo de Gabriel de Souza Abreu, ele usou a plataforma para dividir com desconhecidos as experiências. A troca com os leitores foi tão importante que, em 2014, ele assumiu publicamente a soropositividade e se tornou, desde então, um ativista da resposta à AIDS.

“Eu tinha muito receio de contar para os meus pais, porque eu tinha medo que eles sofressem. Eu já estava em uma profunda tristeza e não queria que eles sentissem o mesmo, por conta de um vírus que ainda é associado à morte. Eu contei primeiro para minha irmã, e só depois de uns três anos que eu tive coragem de contar para os meus pais, amigos e de me assumir publicamente. E o blog foi extremamente importante nesse processo”, destaca Salvador Corrêa.  

Cia Banquete Cultural

A Cia Banquete Cultural nasceu em 2013 por jovens brasileiros, integrantes de uma nova geração de artistas criadores. Seus fundadores iniciaram sua atuação em artes cênicas como atores, tendo posteriormente desenvolvido as funções de produção e direção. Em 2014, a Cia estabeleceu sua sede na Lapa, Centro do Rio de Janeiro, espaço onde realizou a produção e a apresentação de seus espetáculos, além de pesquisas, palestras, seminários, mostras e oficinas voltadas para atores profissionais e em formação. Em 2019, a Cia Banquete Cultural celebra seus seis anos de existência com mais um trabalho caracterizado pela transposição para a arte de temas sensíveis à sociedade contemporânea.

SERVIÇO

 O Segundo Armário

Temporada: 05, 12, 19 e 26 de abril de 2019 (sextas)

Horário: Sempre às 19h

Classificação: 16 anos

Local: Sala Zaíra de Oliveira – Memorial Municipal Getúlio Vargas

Praça Luís de Camões, s/n, subsolo, Glória – Rio de Janeiro – RJ – ☏ (21)2205-8191 

Ao lado do Metrô da Glória e pontos de ônibus e táxi

Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia e lista amiga)

*Pagamento somente em dinheiro ( a Bilheteria abre 1 hora antes do espetáculo)