Cena do espetáculo Já nascemos mortos
Cena do espetáculo Já nascemos mortos [Foto: Divulgação]

O Centro Cultural da Juventude, em São Paulo, recebe na próxima sexta-feira (08), o espetáculo Já Nascemos Mortos. Com a violência sofrida entre a comunidade LGBT como pano de fundo, a peça tem entrada gratuita.

A obra parte da hipótese de que homossexuais já nascem com sua sentença de morte anunciada, por serem quem são. As coreografias e os textos têm a intenção de apresentar corpos sentenciados e conduzem o público à comoção e cumplicidade com essas mortes.

Os atores Augusto de Sousa, Ellen de Paula, Jonas Bueno, Rodrigo Mar e Tata Ribeiro fazem parte do elenco. A direção fica a cargo do Anderson Maciel, enquanto o texto é assinado pelo grupo O Coletivo. Márcia Novais fica responsável pelos figurinos e Uelinton Seixas, a trilha sonora.


LEIA MAIS:

Thammy Miranda revela desejo de retirar órgãos femininos

Bohemian Rhapsody sofre censura de cenas LGBT na China

Sobre o Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso

O CCJ é o maior centro público dedicado aos interesses da juventude da cidade de São Paulo. Inaugurado em 27 de março de 2006, inspira outros centros de referência de juventude pelo Brasil e pelo mundo. Proporciona a transversalidade das diversas temáticas relativas à vivência da condição juvenil por meio da cultura. Entre as várias atividades, destacam-se apresentações e oficinas teatrais, shows de música, aulas e espetáculos de circo e de dança, cinema, debates, encontros e saraus e núcleos de comunicação comunitária e de produção audiovisual.