Laerte Coutinho
A cartunista Laerte Coutinho, em ensaio para a exposição (Foto: Rafael Roncato/Divulgação)

Conhecida por seu trabalho e luta pela vida e direitos trans, Laerte Coutinho foifotografada nua por Rafael Roncato. O trabalho resultou na exposição Adágio, que voltou para o centro de São Paulo na Casavitorino, no dia 1º de dezembro.

De acordo com o Catraca Livre, a visitação é grátis e acontece até 10 de fevereiro em horários agendados pelo e-mail casavitorinofoto@gmail.com.

Adágio já passou por SP em 2017, no Museu da Diversidade Sexual, e logo depois foi para Porto Alegre. A exposição foi revisitada por Rafael e Laerte, e dessa vez contém alguns cliques que ainda não eram de conhecimento público.


Leia mais:

Parlamento alemão aprova lei que permite a inclusão do terceiro gênero nos documentos oficiais

Laerte contou sua vida e arte em Laerte-se, primeiro documentário brasileiro original da Netflix. Durante uma entrevista que compôs o roteiro, a cartunista explica que certamente a intenção do ensaio não era o teor sexual da nudez.

Veja também:

Ator da Disney é preso após tentar seduzir adolescente de 13 anos

Sob esse ponto de vista, as oito fotografias retratam um olhar íntimo sobre o corpo de Laerte, estabelecendo diálogo especialmente com sua transformação. São retratos de questões atuais, como os diretos trans e a diversidade de gênero.

A artista pinta seu corpo com tintas preta e branca, intercalando entre a revelação e negação de sua face. Nesse sentido, ela se transforma em um personagem da própria obra.

Confira algumas fotos da exposição que conta, inclusive, com uma fotografia de quase quatro metros de altura:

lc
Laerte Coutinho durante ensaio (Foto: Rafael Roncato/Divulgação)
lc
Laerte Coutinho durante ensaio (Foto: Rafael Roncato/Divulgação)