Cena do documentário Luana Muniz - A Filha da Lua
Cena do documentário Luana Muniz - A Filha da Lua (Foto: Divulgação)

A Estação Queer, que acontece todas às quartas-feiras, no cinema Estação NET Botafogo, no Rio de Janeiro, apresenta no próximo dia 06, o documentário “Luana Muniz – Filha da Lua”, a sessão acontece 21h10, que desvenda o mundo da travesti Luana Muniz, intitulada “Rainha da Lapa”.

O filme revela os bastidores deste episódio assim como outras polêmicas na vida da Rainha da Lapa, como era conhecida. Luana saiu de casa na adolescência para se prostituir, modificou seu corpo no momento em que a ditadura botava pra quebrar e trabalhou em diversos países da Europa.

Ela não tem papas na língua quando o assunto é drogas, sexo, violência e mercado de prostituição. Além disso, administrava um Casarão na Lapa que hospedava travestis, onde cuidava de comportamento, prevenção, documentação e funerais. Sobretudo, se colocava como um exemplo para as outras, e conseguiu impor respeito, num momento em que travestis são eliminadas brutalmente no país. Não é à toa que era Presidente da Associação de Travestis do Rio de Janeiro.


LEIA MAIS:

2ª Cãominhada da Diversidade acontece na Feira Cultural LGBT

Netflix divulga prévia de série animada nacional sobre drag queens heroínas

A direção fica por conta da dupla Rian Córdova e Leonardo Menezes. “Ela é uma daquelas personagens que vivem uma saga de heroína e a gente torce para que ela vire o jogo e vença no final. Ela é uma das pessoas mais humanas e contundentes que conheci. Espero que a fome de viver dela inspire as pessoas, como me inspirou”, declara Rian.

“Luana Muniz – Filha da Lua” conquistou os prêmios de Melhor Longa no Festival de Gênero e Sexualidade do Rio no Cinema 2017 e MixBrasil em São Paulo de Melhor Longa pela Escolha do Público. Em seguida, percorre festivais como o Maranhão na Tela, em São Luis. Entre os entrevistados: Alcione, Luis Lobiano, Padre Fabio de Melo, Felipe Suhre, Lorna Washington e muitos outros