Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade divulga filmes da Mostra Competitiva

O filme
O filme "A Filosofia na Alcova" fará parte da Mostra Competitiva (Foto: Divulgação)

O 25º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade divulgou os filmes que farão parte da Mostra Competitva Brasil de Longas e Médias metragens. O evento acontecerá entre os dias 15 e 26 de novembro.

Considerada a maior celebração do cinema de temática LGBT do país, as produções selecionadas vem de diversos estados do Brasil, como Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul. Confira a lista completa:

A Filososia na Alcova, de Ivam Cabral e Rodolfo Garcia Vázques (SP)
– A Moça do Calendário, de Helena Ignez (SP)
– Alguma Coisa Assim, de Esmir Filho e Mariana Bastos (SP)
– Aos Teus Olhos, de Carolina Jabor (RJ)
– Berenice Procura, de Allan Fiterman (RJ)
– Casa da Xiclet, de Sofia Amaral (SP)
– Guigo Offline, de René Guerra (SP)
– Intimidade Pública, de Luciana Canton (SP)
– Luana Muniz – Filha da Lua, de Rián Córdova e Leonardo Menezes (RJ)
– Meu Nome É Jacque, de Angela Zoé (RJ)
– Música para Quando as Luzes Se Apagam, de Ismael Caneppele (RS)
– Serguei, o Último Psicodélico, de Ching Lee e Zahy Tata Pur’gte (PA)


Leia Mais:

Colton Haynes protagoniza nova cena de sexo gay em American Horror Story

Após acusações de assédio, ator Kevin Spacey revela ser gay

A organização do festival também revelou os curta-metragens que participarão da disputa pelo Coelho de Ouro.

– Afronte, de Bruno Victor e Marcus Azevedo (DF)
– Ainda Não, de Julia Leite (SP)
– Aquela Estrada, de Rafael Ramos (AM)
– Cachorro, de Gustavo Vinagre (SP)
– Dandara, de Flávia Ayer e Fred Bottrel (MG/CE)
– Estamos Todos Aqui, de Chico Santos e Rafael Mellim (SP)
– Inocentes, de Douglas Soares (RJ)
– Luiza, Caio Baú (PR)
– Minha Única Terra É na Lua, de Sergio Silva (SP)
– Na Esquina da Minha Rua Favorita com a Tua, de Alice Name-Bomtempo (RJ)
– Namoro à Distância, de Carolina Markowicz (RS)
– O Porteiro do Dia, de Fábio Leal (PE)
– O Quebra-Cabeça de Sara, de Allan Ribeiro (RJ)
– Pele Suja Minha Carne, de Bruno Ribeiro (RJ)
– Sam, de Miguel Moura (RJ)
– Stanley, de Paulo Roberto (PB)
– Tailor, de Cali dos Anjos (RJ)
– Vaca Profana, de René Guerra (SP)
– Vando Vulgo Vedita, de Andréia Pires e Leonardo Mouramateus (CE)
– Vênus-Filó a Fadinha Lésbica, de Sávio Leite (MG)

DEIXE UMA RESPOSTA